Road trip 1 – Nashville to Miami Beach

We got to drive a loooooot through the US and did several road trips, one of which from Nashville to Miami Beach going through Orlando, Cape Canaveral and taking a detour to visit the Keys before settling in Miami Beach for a few days!

Route

The roads in Florida are great but you sure have to pay for them! And make multiple stops along the way paying small amounts. This could really be improved to a “pay when you exit system” but I suppose only those without an autopass notice it. But the driving can be very chaotic so on those times I leave it for Nuno 🙂 With so many cars and lanes and people ziguezaguing I prefer to be the copilot!

We debated on the way whether to stay in Orlando and visit the many adventure parks there or just continuing and spend those days later along the way. We like adventure parks but the alternative seemed better. So instead we went to NASA and spent a day learning more about the space and the space programs. Unfortunately there were no lauches, that would have been the cherry on top of the cake! The drive there is very nice and we even got to see an aligator going about his day. In our opinion this is the way to see wild animals, just observe them from a distance with no parks and man made cages to hold them.

IMG_3510

CIMG2188             IMG_4527

CIMG2196             IMG_4546

CIMG2223 CIMG2219

CIMG2247 CIMG2238

CIMG2239 IMG_4530

CIMG2225 IMG_4553

CIMG2241 CIMG2262

IMG_4570              IMG_4573

On the way to Miami we wished we could have stopped in Fort Lauderdale but unfortunately there isn’t time for everything and we chose the Keys instead. We first drove there at night and couldn’t see a thing so we just decided to find a motel in one of the first islands. For those who have not been there yet be advised there are none or very few street lights and the mosquitos are crazy. While I was arranging the room to stay for the nigth at the front desk Nuno was being eaten alive outside, and he never gets bitten by mosquitos. The next day we counted 37 bittes in Nuno’s legs because he was smart, he dressed his rain jacket to protect the upper body. 

When we resumed our journey the following morning the landscape was just breathtaking. The mix of swamplands/seagrass, ocean views and colonial architechture is truly a must see! And you drive great extents through bridges close to the water level with nothing more than blue water and swamp turfs on each side.

CIMG2369 CIMG2353

CIMG2338 CIMG2345

CIMG2475 CIMG2324

CIMG2365

To be honest the best part of the famous Key West is the journey there, the island itself was a bit of a disappointment when so much is heard about it. It is just packed with houses and hotels on top of eachother and chains of restaurants and stores; not the quiet paradise we enviosioned. But most famous places are like that and we should have expected. If we had time to explore the island and learn about its history our opinion would probably change but we had to start the journey back to Miami Beach. We did however learn that the Key West is only approx. 90 miles from Cuba; a nice boat trip or long swim away 😉

CIMG2360

On the way back we stopped at the Dolphin Research Centre for a dolphin encounter that had been recommended to us and explained to be nothing like an animal park. This is a center that takes in animals like dolphins, sea lions and even some exotic birds whose owners cannot care for and gives them a new home under government supervision. We got to swim with a dolphin and it was truly a special experience. They really are super smart and it is also very easy to see their different personalities. We could see how much the handlers care for their animals and vice-versa but we were sad to find out it all started because a fisherman decided to capture a dolphin to train. We suppose this is the best outcome for animals that were captured and can no longer survive in the wild and this is their second chance or retirement home after performing in shows but we can’t help but have mixed feelings.

CIMG2465

CIMG2404 CIMG2419

CIMG2427 CIMG2430

CIMG2436 CIMG2438

CIMG2453

Oh and the weather there changes really quickly; a small thunderstorm forms, pours down and clears up in just under 2 hours. We experienced several on the way from Orlando and in Miami Beach. 

CIMG2296 CIMG2297

Overall we highly recommend this Florida road trip.

Bandeira Portuguesa

Tivémos a oportunidade de conduzir muito pelos EUA e fizémos várias road trips, umas das quais entre Nashville e Miami Beach, com passagem por Orlando, Cabo Canaveral e ainda um desvio para ver as ilhas Key antes de regressarmos para uns dias de descanso em Miami Beach.

Route

As estradas na Flórida são óptimas mas cheias de portagens. E não é apenas uma paragem à saída para pagar o total, são múltiplas paragens a cada poucos quilómetros para pequenos pagamentos. Senhores que mandam no sistema de portagens é favor modernizar isto! Mas suponho que só quem não tem Via Verde é que nota… O trânsito é também caótico muitas vezes, com muitos carros, faixas e zigue-zagues e nessas alturas eu deixo a acção para o Nuno e torno-me co-piloto 🙂

Durante a road trip ponderámos ficar em Orlando uns dias para visitar os parques de diversão ou continuar e usar esses dias mais tarde. Nós gostamos de parques de diversão mas a alternativa pareceu melhor e fomos visitar a NASA e apender mais sobre o espaço e os programas espaciais. Infelizmente não houve nenhum lançamento, essa teria sido a cereja em cima do bolo! A viagem até à NASA é muito gira e até vimos um jacaré na sua vidinha. Essa é a forma como nós gostamos de ver a vida selvagem, observá-los à distância sem interferir, sem parques e sem jaulas.

IMG_3510

CIMG2188             IMG_4527

CIMG2196             IMG_4546

CIMG2223 CIMG2219

CIMG2247 CIMG2238

CIMG2239 IMG_4530

CIMG2225 IMG_4553

CIMG2241 CIMG2262

IMG_4570              IMG_4573

A caminho de Miami gostávamos de ter parado também em Fort Laudardale mas infelizmente nunca há tempo para tudo e decidimos continuar para as Keys. Chegámos lá já muito de noite e não dava para ver nada por isso decidimos ficar logo num motel numa das primeiras ilhas. Para quem ainda não esteve nas Keys ficam avisados de que não há quase candeeiros de rua e que os mosquitos são piores que os estefanilhos de Setúbal. O Nuno que quase nunca é mordido foi comido vivo enquanto eu fui à recepção do motel. No dia seguinte contámos 37 picadas nas pernas dele, não foram mais porque ele foi inteligente e vestiu o casaco da chuva para proteger a parte de cima do corpo.

Quando retomámos a nossa viagem no dia seguinte a paisagem foi deslumbrante. A mistura de pântanos, oceano e arquitectura colonial é espectacular. E ainda conduzimos grandes extensões por pontes pouco acima do nível da água com nada mais do que vegetação marítima e oceano ao nosso lado.

CIMG2369 CIMG2353

CIMG2338 CIMG2345

CIMG2475 CIMG2324

CIMG2365

Honestamente a melhor parte da famosa Key West é a viagem até lá. A ilha em si está apinhada de casas e hotéis e cadeias de lojas e restaurantes e não se parece muito com o paraíso que tínhamos imaginado. Mas  os destinos famosos são normalmente assim. Suponho que se tivéssemos tido tempo para aprender sobre a história da ilha, a nossa opinião teria mudado um pouco mas estava na hora de voltar. Ficámos a saber que Cuba estava apenas a cerca de 90 milhas de distância; uma boa viagem de barco ou uma nadadela muito longa 😉

CIMG2360

No regresso parámos no Dolphin Research Center (Centro de Pesquisa de Golfinhos) para um encontro com um golfinho, algo que nos tinha sido recomendado e explicado como sendo muito diferente de um zoo aquático. É um centro que recebe animais como golfinhos, leões marinhos e até aves exóticas cujos donos não têm condições para ter e lhes dá uma nova casa sob supervisão do governo. Aqui tivémos a oportunidade de nadar com um golfinho e foi realmente uma experiência especial. São animais extremamente inteligentes e é muito fácil ver as suas diferentes personalidades. Também pudemos observar a relação especial que cada um tem com o seu tratador e vice-versa mas no final ficámos tristes em saber que tudo começou porque um pescador decidiu capturar um golfinho para treinar. Esta é provavelmente a melhor alternativa quando os animais já não podem sobreviver por si mesmos na natureza e esta é a sua segunda oportunidade ou a sua residência na reforma depois de terminarem o seu tempo de actuação em shows. Mas não conseguimos deixar de ter este misto de sentimentos.

CIMG2465

CIMG2404 CIMG2419

CIMG2427 CIMG2430

CIMG2436 CIMG2438

CIMG2453

Ah e o tempo por aquelas bandas muda muito rapidamente; uma pequena tempestade forma-se, desaba e desaparece em menos de 2 horas. Apanhámos várias desde Orlando e também quando ficámos em Miami Beach.

CIMG2296 CIMG2297 

Recomendamos muito esta road trip pela Flórida se tiverem oportunidade de a fazer.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s